Publicado por: Bira | 12/07/2012

São Paulo Indy RUN 8K – Resultado

Uma prova dando 2 voltas no percurso da Formula Indy. Essa é a proposta dessa corrida, que além de se inscrever na prova, ainda ganha a oportunidade de assistir o treino classificatório. Obviamente cheguei atrasado, mas fiquei lá assistindo uma outra corrida que estava acontecendo.

Por volta das 19:30 foi dada largada da corrida mais importante daquele dia, a nossa! Passamos pelas câmeras da Band, demos um tchauzinho e seguimos pela pista. Meu objetivo era tentar acompanhar Weslley, que estava retornando aos treinos mas que estava correndo muito. No início, devido a multidão, eu o perdi de vista. Perto da placa do km 1 eu consegui identificá-lo (a camisa rosa ajuda muito nesses momentos), então mantive o contato visual para não deixar afastar muito. Alguns trechos são bastante escuros, mas não cheguei a me esbarrar em ninguém.

Passada a primeira volta, metade da prova já tinha ido, porém eu forcei além do limite nesse trecho. Acabei não aguentando e tive que segurar um pouco. Vi Weslley distanciando muito, até que o perdi de vista. Ele conseguiu acelerar bem na última volta, e eu usei a força que tinha para manter o ritmo. Mesmo assim consegui ainda fazer em um tempo bom, com 36’21”, em um ritmo médio de 04:33/km.

Anúncios
Publicado por: Bira | 12/07/2012

Mizuno 10 Miles Series – Resultado

Esse é o quarto ano seguido que eu participo das 10 milhas da Mizuno, sendo que a minha primeira participação foi em revezamento, percorrendo metade do trecho. Já em 2012, eu fui para essa prova sem muita expectativa. Tinha treinado muito pouco no mês de abril, então estava ali para “cumprir tabela”.

Mas ao escutar o tiro de largada tudo mudou. Resolvi que iria fazer uma prova forte, pelo menos até onde as pernas deixassem. Larguei forte e meu objetivo era manter aquele ritmo em torno de 04:35/km, algo muito forte para mim para essa distância. Para minha surpresa meu corpo reagiu bem, e correspondeu me mantendo nesse ritmo forte.

Era um percurso conhecido, então não tive surpresas. Praticamente plano e com clima agradável, só comecei a sentir o cansaço lá pelo km 11, o qual acabei diminuindo um pouco. Mas só faltavam 5 km!! Então voltei a forçar. Porém, ao entrar no Jockey, devido à chuva, o que normalmente é terra estava um verdadeiro lamaçal! Pulando uma poça aqui, outra ali, consegui achar um caminho que dava para seguir sem maiores transtornos.

E foi o momento que mais acelerei! Dei sorte que tinha uma pessoa que seguia um pouco na minha frente que estava no mesmo ritmo que eu, então acabei usando ele como coelho. No final chegamos juntos, e para a minha surpresa, eu baixei meu tempo em mais de 2 minutos, fechando a prova em 01:13:05! Um feito que provavelmente não repetirei tão cedo!

Publicado por: Bira | 12/07/2012

17º Revezamento Volta à Ilha – Resultado

Em abril de 2012 participei de uma das corridas mais divertidas e mais bonitas do Brasil (e pode ser até do mundo). A Volta à Ilha acontece na ilha de Florianópolis e é uma corrida de revezamento que praticamente dá a volta inteira na ilha. São equipes de até 12 participantes e leva o dia inteiro, pois são 140 km ao todo (dividido em 19 trechos). No percurso tem asfalto, trilha, areia, areia fofa… é uma diversidade grande de terrenos.

Nossa equipe tinha 10 integrantes, então praticamente todos correram 2 trechos, com exceção de Pirajá que fez um único trecho em areia fofa. Eu corri dois trechos, sendo logo o primeiro da equipe a largar. Com a largada às 06:00, o sol ainda não tinha raiado quando pontualmente comecei a prova.

Esse primeiro trecho era todo no asfalto e bastante plano, com distância de 7,1 km. Um percurso considerado fácil. Por isso, sentei a bota! Meu objetivo era realizar esse trecho em 04:30/km. Consegui manter o ritmo, e mesmo sabendo que poderia acelerar mais preferi manter para não cansar para o segundo trecho que aconteceria praticamente 6 horas depois.

Passei o “bastão” para Raffani e fui descansar. Alugamos duas vans para poder ir buscando e deixando o pessoal em cada trecho. Na van deu para dar uma relaxada, conversar, dar bastante risada… é a melhor parte da prova!

Por volta de 12:30 já estava posicionado novamente para o meu segundo trecho, que representava o trecho 12 da prova. Um trecho de 8,1 km no asfalto, mas com um diferencial: muitas subidas! Já tinha analisado a altimetria do trecho, mas ver as subidas pessoalmente é muito diferente… consegui na primeira até subir boa parte correndo, mas não deu para o restante. Tive que caminhar por alguns metros até o topo, o qual eu voltei a correr. Depois nas outras duas subidas já estava cansado, então subi andando desde o início. Mas subi em ritmo rápido, e com isso não perdi muito tempo.

A estimativa era que eu fizesse esse trecho em um ritmo de 05:10/km, mas como no plano e nas descidas eu consegui ir bem, terminei com um ritmo médio de 05:00/km. Foi realmente muito bom para a dificuldade do trecho.

Ao todo, fizemos os 140 km em 12:09:45, um pouco mais rápido do que o esperado pela equipe! Prova fortemente recomendada para qualquer um que tenha a possibilidade de ir! E próximo ano espero estar lá novamente!!

Publicado por: Bira | 12/07/2012

Atualização do blog

Olá corredores, como estão? Eu estou sumido a muito tempo do blog, eu sei. Minha última prova que atualizei aqui foi a mais de três meses e meio, mas agora tentarei voltar a colocar ele em dia.

Essa minha longa ausência se deu porque em abril eu comecei a atuar como professor, então passei a trabalhar 56 horas semanais. Com isso, meu tempo disponível para treino caiu muito. Para não deixar de treinar, me inscrevi em várias provas nesse período e comecei a treinar na hora do almoço. Até saiu em uma reportagem da Contra-Relógio um artigo sobre horários “estranhos” para correr, e tem uma parte que foi feita comigo. É só clicar aqui e ler o artigo.

Com o tempo curto, acabei deixando o blog de lado… mas agora com as férias escolares, tentarei atualizá-lo, pelo menos com o básico de cada prova. Também aproveitei e respondi as mensagens que estavam atrasadas, então, se eu respondi sua mensagem só agora, você já sabe o motivo!

E voltarei fazendo um post da prova que já tem mais tempo que participei, mas que com certeza é inesquecível: a “Volta à Ilha”!

Hoje começou mais um circuito da Track&Field Run Series, o do Shopping Vila Lobos. São 3 edições no ano, que acontecem no shopping de mesmo nome. Eu já participei de algumas edições dessa prova, que é cara a inscrição, mas que vale a pena! Minhas melhores camisas de corrida são dessa prova (junto com as da Adidas) e se tem alguns benefícios como estacionamento dentro do shopping e banheiros limpos, além da limitação da quantidade de corredores, o que ajuda a diminuir a aglomeração durante a prova.

Mas acho que a quantidade de pessoas que chegaram ao mesmo tempo hoje foi maior do que o normal. Às 06:05 estava uma fila imensa para estacionar o carro. Só conseguimos estacionar por volta das 06:25, mas ainda tinha 35 minutos para pegar o chip e aquecer. Aquecemos na frente do shopping e eu voltei para passar no banheiro antes da largada. Com isso acabei não conseguindo ir muito para a frente.

Tinha como objetivo fazer meu melhor tempo nos 10 km, que eu tinha conseguido nessa mesma prova no final do ano passado. Minha tática seria tentar manter a velocidade constante durante todo o trajeto. A largada aconteceu às 07:02, e eu comecei a tentar abrir espaço para encaixar o ritmo. Depois da primeira curva já consegui correr mais livre. Tinha ajustado o corredor virtual do Garmin para 04’20″/km, e passei os dois primeiros quilômetros a 04’26″/km e 04’29″/km respectivamente. Estava acima da meta, mas ainda era início de prova, não poderia cansar por agora.

Mantive esse ritmo e até então não estava sentindo cansaço. No km 5 teve a subida da Ponte Jaguaré. Passei por ela bem, e no km 6 fiz o retorno. A subida da volta já foi mais cansativa. Passei pelo km 7 já pensando “ainda faltam 3”. Estava começando a ficar difícil a manutenção do ritmo. Eu avistei os marcadores de passo do pace 04’30″/km. Como eu comecei mais atrás, imaginei que alcançando eles e ultrapassando-os era um bom sinal. O estranho que eram dois marcadores de ritmo, porém um deles estava bem para trás. Passei o primeiro e fui atrás da outra corredora que estava marcando o ritmo. Consegui ultrapassá-la um pouco antes do km 9. Passei pelo marcador do 9º km já pensando que não iria conseguir manter o ritmo. Para minha sorte avistei Benel, irmão de Adriano Bastos.

Coloquei ele como meta e fui atrás. Consegui alcança-lo e ele falou para eu seguir em frente que o ritmo estava bom! Um pouco antes da última curva Adriano (que venceu mais uma vez a prova) estava desaquecendo, e me deu aquela motivada! Era o ânimo que faltava, pois o coração já estava quase na boca. Finalmente a chegada! Ufa… parei o relógio e confirmei: 00:43:15 (confirmado oficialmente pela organização)! Meu melhor tempo nos 10 km, baixando 6″ do meu melhor tempo. Ô 6″ difíceis de baixar… Mas consegui baixar um pouco pelo menos.

Fiz uma comparação do meu ritmo entre a prova de hoje (linha laranja) e a que tinha feito meu melhor tempo em novembro/2011 (linha azul). Interessante que o comportamento do gráfico é praticamente o mesmo entre as duas linhas. Os locais que eu diminuo ou aumento a velocidade são os mesmos. Uma coisa que dá para reparar claramente é que em novembro eu comecei rápido demais, o que pode ter atrapalhado no restante da prova. Além disso, pode-se perceber que hoje não tive o mesmo gás para o sprint final.

Mas estou contente com o resultado, pois quando eu voltei aos treinos no meio de fevereiro eu tinha posto como meta voltar a correr os 10 km para 45 minutos. Então estou verificando o resultado dos treinos e da musculação que estou fazendo com afinco! E a próxima prova, Volta à Ilha. Essa vai ter bastante história! Até a próxima!!

Publicado por: Bira | 23/03/2012

10 Milhas Puma – Resultado

Essa prova foi bem interessante. Já começa que meu aquecimento foi quase em ritmo da prova, pois eu resolvi ir de trem, e devido a manutenção na linha, o trem estava demorando e tinha que fazer uma baldeação na Estação Pinheiros, que é uma estação anterior a da Cidade Universitária. Resolvi não esperar o trem e já fui correndo!

Cheguei rápido na tenda e os colegas já tinham pego meu chip, para minha sorte. Prendi no tênis e fui para a largada. Novamente estava com sorte, a largada atrasou! Às 07:38 a largada foi dada. Fui com Val e Rafael em um ritmo tranquilo. Fomos papeando, na boa…

Depois do km 7 decidi apertar o passo. Passei o km 8 para 04:36 min/km. Senti que iria conseguir manter esse ritmo, ou pelo menos mantê-lo abaixo de 04:40 min/km. Segui firme, pois vi que estava em um ritmo para bater meu recorde pessoal na distância. Quando eu vi a placa do 15º km me empolguei, e comecei a correr mais forte, fechando esse último quilômetro a 04:23 min/km! Passei pela chegada com a certeza que tinha feito uma excelente prova. Quando recebi o resultado oficial, confirmei que tinha baixado em mais de 1’30” do meu antigo melhor tempo, que tinha acontecido nessa mesma prova no ano passado (Porém com percurso um pouco diferente)! Realmente a musculação constante e os treinos tem me ajudado bastante!

E agora, nesse domingo, partirei na busca de um novo recorde pessoal nos 10 km da Track&Field Run Series – Shopping Vila Lobos! Até lá!

E lá vou eu para o 4º ano consecutivo de participação nesse circuito. Esse ano eu tinha decidido não participar, mas não teve jeito… vi a mandala e automaticamente pensei: “terei que fazer”! Essa mandala possui um ótimo poder de fidelização à prova. O percurso é feio, mas um tanto quanto desafiador, na minha opinião. São vários altos e baixos que não deixa a prova ficar monótona.

Eu corri a prova com Marcelo, com o objetivo de puxar ele, para fazer um tempo abaixo dos 49′ (eu queria fazer 48′). Devido ao declive inicial do percurso, fomos um pouco mais rápido do que deveríamos, mas nada que gerasse cansaço. Conseguimos correr em um ritmo bom até o 6º – 7º km. A partir daí, Marcelo começou a sentir um pouco o cansaço, mas fomos em frente!

Os últimos 2 km, como eu sempre digo, são os piores dessa prova. O declive inicial vira aclive e mistura com o cansaço. Mas fomos bem, e nos últimos 200 metros eu distanciei um pouco de Marcelo, fechando em exatos 48′!

Fiquei contente com o resultado, e completei 1/4 da mandala! E ainda tiraram uma foto que eu achei que ficou espetacular!

Publicado por: Bira | 23/03/2012

Walt Disney World Marathon – Resultado

Realmente, antes tarde do que nunca! Segue aqui meu relato (bem atrasado) da Maratona da Disney de 2012.

Eu posso resumir como a melhor prova que já realizei! É extremamente divertida e organizada! A largada é às 05:30 da manhã, assim como a meia-maratona. Mas são diversas ondas de largada, com diferença de 5 minutos entre cada uma. O translado do hotel (dentro da Disney) até o Epcot é gratuito, mas é necessário caminhar quase 2 quilômetros até o ponto de largada, em uma estrada próximo ao parque.

Saímos em grupo para a largada. Uma caminhada tranquila. O clima estava agradável, tanto é que optei por correr de camiseta (Adidas TechFit PowerWeb) e a regata da assessoria por cima. Mas como estava um vento frio essa hora da madrugada, eu levei um “cobertor metálico” que deram ao término da meia-maratona. E ajudou bastante para eu me aquecer.

Ficamos esperando a largada. Eu decidi correr com Val, amiga da assessoria. O objetivo era correr abaixo de 4 horas. Se desse, abaixo de 03:50:00 Fomos para a Wave B, segunda onda que iria largar (às 05:35). E cada largada é um espetáculo a parte. São fogos de artifício e muita vibração. O tempo passa muito rápido. Em um instante já estava encaminhando para a minha largada.


Leia Mais…

Publicado por: Bira | 09/02/2012

Walt Disney World Half Marathon – Resultado

E com essa prova a brincadeira começou! Eu estava marcado para sair logo na primeira onda (a largada ocorre em diversas ondas – acho que são umas 8 – onde os mais rápidos largam na frente e o tempo entre cada onda é de 5 minutos), mas eu resolvi correr com Val, amiga da assessoria, então larguei na segunda onda. Mesmo assim, não pegamos muito “engarrafamento”, pois as pessoas respeitam a sua largada, e sabe que se ele foi marcado para aquele bloco é porque vai correr com pessoas que fazem o mesmo tempo que ele.

Saímos bem tranquilos, sem pressa. Passamos o primeiro quilômetro em um ritmo de 06:26 min/km, bem lento para o que corremos normalmente. Mas sempre colocávamos na cabeça que ambos teriam 42 km para correr no dia seguinte. A minha meta era correr entre 01:50:00 a 01:55:00, o que seria um ritmo bastante confortável para a gente. Fomos seguindo pela estrada, indo em direção ao Magic Kingdom (a largada se dá em uma estrada perto do Epcot). Aos pouquinhos fomos encaixando o ritmo, com algumas variações entre os quilômetros.

Como a hidratação se dá por meio de copinhos de papel, eu no início me engasgava com a água, então comecei a dar leves caminhadas quando ia beber água. Mas do meio para a prova eu comecei a pegar o jeito, não precisando mais caminhar.

Lá pelo km 8 entramos no Magic Kingdom. Ele estava bem iluminado, pois devido ao horário da largada (05:40 da madrugada) a escuridão ainda dominava os céus. E é realmente de arrepiar quando você entra na rua principal do parque e dá de cara com o Castelo da Cinderela bastante iluminado. Realmente emocionante!

Em diversos pontos do percurso (principalmente nos parques) tem pessoas apoiando-o e motivando-o, além de Bandas escolares e cheerleaders! O dia não estava tão frio, mas resolvi correr de manga comprida. Mas nada comparado com o frio que fez em 2010, quando eu fiz minha primeira meia-maratona. Mas o clima estava bastante agradável para correr.

Na volta para o Epcot resolvemos apertar um pouco o passo, e começamos a ultrapassar as pessoas. Como estávamos bem descansados foi bem tranquilo dar essa “acelerada” na reta final. Passamos o 16º km a 05:20 min/km, o 17º a 05:05 min/km e os últimos abaixo de 05:00 min/km.

E chegamos muito bem na linha de chegada. Foi uma prova tranquila e bastante divertida. Mas era só 1/3 da distância total que faria nos dois dias. Tirei o restante do sábado para descansar para a grande prova!

Essa foi a primeira “corrida” da sequência de provas da Disney. Como o nome já diz, é realmente uma festa! Diversas pessoas fantasiadas e dispostas a participarem com muita alegria do evento. Estávamos com um grupo grande da Adriano Bastos Treinamento Esportivo, e resolvemos fazê-la caminhando.

Foram muitas fotos nesse dia, e uma das fotos foi parar até na Contra-Relógio (estou famoso!). Parávamos para tirar foto com placa de milha, com personagem no meio do caminho, do parque… enfim, de tudo! É uma prova que larga do estacionamento do Epcot, e passa por boa parte do World Showcase, uma parte do parque com temática de alguns países, como Alemanha, França e Japão.

É uma prova sem cronometragem oficial, mas levamos 01:30:00 para completar o percurso! Acho que fomos praticamente os últimos a chegar, mas valeu pela diversão! É uma prova que serviu como uma ótima confraternização e um bom aquecimento para o que viria nos dias seguintes…

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias